Artigo

Confiança digital, o
diferenciador do futuro

Rene Martinez Sócio líder da EY para a área de riscos | 5 junho 2017
Rene Martinez, da EY

As organizações líderes do futuro serão aquelas capazes de se diferenciar com eficiência e tecnologia, ao passo que os melhores gestores de risco serão aqueles que conseguirão traduzir as incertezas em confiança.

A disrupção está ocorrendo em todos os setores e regiões no mundo. Avanços no desenvolvimento tecnológico tornaram-se uma das principais forças a promover transformações e causar disrupção, aliado à globalização e às mudanças demográficas. Este processo pode representar enormes oportunidades para as organizações. Porém, implica também desafios significativos, tais como o surgimento de novos concorrentes, dificuldades para lidar com o acelerado ritmo das mudanças, alterações no comportamento dos clientes e dos modelos de negócio, as consequências de uma transparência sem precedentes, preocupações relativas à privacidade e ameaças de cibersegurança.

Diante deste quadro, os negócios têm diante de si o desafio de incorporar uma dimensão digital em seus produtos, serviços e, não menos importante, em seus processos. Mas esta jornada de transformação implica riscos ainda não conhecidos, em função das tecnologias emergentes empregadas. Em seu recente estudo “Can digital uncertainty be transformed into trust”, a EY aponta que as organizações líderes do futuro serão aquelas capazes de se diferenciar na base da confiança, ao passo que os melhores gestores de risco serão aqueles capazes de traduzir incertezas em confiança.

Na visão da EY, as empresas precisam estar atentas a algumas questões fundamentais. Em primeiro lugar, é preciso considerar que os negócios digitais podem criar riscos novos ou ampliar os já existentes – e, em ambos os casos, isso pode trazer ameaças significativas se eles não forem gerenciados de maneira apropriada e na agilidade necessária. O segundo aspecto é que, se quiserem desenvolver resiliência, as organizações terão de considerar a governança de riscos externos em seus ecossistemas. Por fim, as organizações precisam entender como transformar sua função de gestão de risco e obter o conjunto de competências correto à medida que embarcam nesta jornada digital.

Desenvolver a estrutura digital correta pode fazer com que as empresas mudem sua forma de operar, passando da prevenção para a capacitação. Ao acompanhar de perto os riscos tradicionais e os digitais, as empresas tornam-se mais bem posicionadas para defender seus negócios e, em última análise, transformá-los em parceiros digitalmente confiáveis — internamente com os colaboradores e externamente com os clientes.

Uma abordagem de confiança digital ajuda ainda as organizações a gerar valor ao tomarem os riscos corretos, ao mesmo tempo em que se mantêm em compliance, capacitadas e protegidas em todo o ecossistema digital. Num mundo onde tudo está mudando, a confiança será o diferenciador do futuro.

Artigos de Ricardo Natale

Ricardo Natale

Publicitário, editor e diretor de criação. É um dos responsáveis por trazer o conceito do experience marketing ao Brasil, com mais de 1.000 eventos corporativos realizados e é cofundador do Experience Club.

Últimos Artigos Ver todos

X

Contato

Se a sua empresa se encaixa no perfil para ser tornar Associada ou Patrocinadora, envie seus dados para podermos entrar em contato o mais breve possível.

X

Participe do Experience Club

X

Increva-se para receber
nossas Newsletters


Em breve novo site no ar!