5 Perguntas

Inteligência competitiva para os negócios

João Luís Costa | 16 abril 2017

O presidente para América Latina da consultoria McKinsey, Nicola Calicchio, falou ao Experience Club com exclusividade sobre Inteligência Competitiva e o que ela pode significar para a organização estratégica de uma empresa.

1 – Como se pode definir Inteligência Competitiva e o que ela significa para os negócios?

R – A Inteligência Competitiva é ótima para alavancar a competitividade. Todos os dias saem milhares de notícias e se você tiver um bom sistema de captura dessas informações, é possível conseguir dados de mercado, concorrentes, regiões etc.. Com advanced analytics e a grande quantidade de informações disponível, você pode ter uma Inteligência Competitiva mais acurada.

2 – Mas como corrigir eventuais erros de informação, causados na apuração de matérias, por exemplo?

R – O Big Data é menos propenso a erros. Devido à grande quantidade de informações, uma matéria errada, mesmo que replicada várias vezes, é cotejada com outras que estarão certas e, assim, será possível chegar à informação correta.

3 – E quais serão as profissões mais necessárias dentro deste cenário e no futuro?

R – Há 50 ou 80 anos, engenharia e medicina era os cursos e as profissões mais procurados. Hoje são os programadores e os engenheiros de Inteligência Artificial e, por isso, as escolas terão de oferecer cursos, informações e uma maneira de os alunos alcançarem as habilidades necessárias para atuar nessas áreas. Já as empresas terão de buscar essas pessoas ou formá-las em seus quadros, pois hoje elas já são valiosas e muito difíceis de serem encontradas no mercado.

4 – Em relação ao Big Data, o que uma empresa precisa para trabalhar de maneira eficiente com essa tecnologia?
R – Primeiro, ter uma estratégia corporativa clara. Mesmo assim, muitas delas não conseguem sequer perceber se estão à frente dos concorrentes, se estão parados ou não. Muitas já utilizam Big Data, mas estão perdendo dinheiro porque não sabem fazer as perguntas corretas. É nesse ponto que a Inteligência Competitiva por ajudar as empresas a ver se suas estratégias estão funcionando ou não.

5 – E a assimetria de informações, presente em todas as atividades humanas?
R – Big Data e Inteligência Competitiva são ferramentas que ajudam muito a diminuir essa distância, em até 90%, acredito. Quanto mais esforço e recurso você alocar para essas áreas, melhores os resultados. Outro ponto é que o gestor tem que ter elementos sólidos para tomar decisões. A Inteligência Artificial te dá elementos, mas não consegue alcançar, ainda, sutilezas do pensamento humano, então temos uma “vantagem competitiva” em relação aos robôs e Inteligência Artificial. Nesse sentido, gestores humanos precisam aprender a usar essa tecnologia para tomar melhores decisões de negócios.

X

Contato

Se a sua empresa se encaixa no perfil para ser tornar Associada ou Patrocinadora, envie seus dados para podermos entrar em contato o mais breve possível.

X

Participe do Experience Club

X

Increva-se para receber
nossas Newsletters


Em breve novo site no ar!