Mercado

WhatsApp testa versão para empresas

Roberto Kamarad | 30 outubro 2017

A plataforma de mensagens instantâneas WhatsApp disponibilizou para download, no início deste mês, sua versão para empresas: o WhatsApp Business. Anunciado em setembro, o aplicativo segue em fase de testes e, nesse período, está sendo utilizado por empresas selecionadas através de um pré-cadastro no site da companhia.

Por meio das contas verificadas, o cliente poderá entrar em contato com as empresas e solicitar ajuda ou suporte, além de realizar compras ou receber publicidade. Vale ressaltar que, caso não queira receber conteúdos de certa companhia, o usuário poderá bloquear esse número em seu dispositivo. Para as empresas, a vantagem é possuir um canal de comunicação com os clientes sem a necessidade de desenvolver um aplicativo com infraestrutura própria, economizando tempo e dinheiro. Com WhatsApp Business, clientes e empresas terão a possibilidade de manter um contato mais direto e pessoal por meio de uma única via de comunicação.

Segundo comunicado da empresa, a plataforma servirá para pequenos negócios e “como solução empresarial para companhias maiores”. Com o objetivo de facilitar a comunicação entre usuários do aplicativo e as empresas, os perfis empresariais contarão com um ícone verde (), indicando que o WhatsApp legitimou a veracidade das contas comerciais.

Disponível nas versões Small Businesses e Enterprise Solution, o WhatsApp Business permite às empresas registrarem suas contas através de telefones fixos e utilizar um perfil público, com informações mais detalhadas, como o site da companhia, endereço e descrição do serviço. É possível ainda agendar horários em que a ferramenta estará ativa e criar respostas automáticas.

De acordo com o WhatsApp, companhias áreas, sites de comércio eletrônico e bancos poderão utilizar das soluções para “fornecerem notificações úteis como horários de voo, confirmações de entrega e outras atualizações”.  Segundo o jornal Valor Econômico, o Itaú Unibanco tem testado o app como parte do Personalitté Digital, que atende clientes de alta renda.

Após anunciar a nova ferramenta, o chefe de operações do WhatsApp Matt Idema, em entrevista ao jornal norte-americano The Wall Street Journal, confirmou a intenção de cobrar pelo serviço futuramente, porém sem oferecer maiores informações. “Ouviremos cuidadosamente a comentários durante a fase de teste e enviaremos atualizações à medida que disponibilizaremos estas ferramentas mais amplamente. É importante que realizemos os passos adequados e que sejamos atenciosos a respeito das novas experiências que proporcionaremos a empresas e aos nossos usuários”, disse o WhatsApp, em comunicado.

Lançado em 2009 e comprado pelo Facebook por US$ 22 bilhões, o WhatsApp alcançou, em julho, a marca de um bilhão de usuários ativos por dia. Desse total, pouco mais de 10%, ou seja, 120 milhões, estão localizados no Brasil.

X

Contato

Se a sua empresa se encaixa no perfil para ser tornar Associada ou Patrocinadora, envie seus dados para podermos entrar em contato o mais breve possível.

X

Participe do Experience Club

X

Increva-se para receber
nossas Newsletters


Em breve novo site no ar!