De saída da bolsa, BNDES capta R$ 22 bi com Petrobras

De saída da bolsa, BNDES capta R$ 22 bi com Petrobras

JBS deve ser a próxima venda do banco, aproveitando alta demanda do mercado

Publicado em 6 de fevereiro de 2020

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) começou a acelerar o plano da equipe econômica de reduzir sua carteira de investimentos em empresas de capital aberto.

Ontem à noite, a instituição levantou R$ 22 bilhões com a venda de uma fatia de 9,86% das ações ordinárias (que dão direito a voto) da Petrobras. Na operação, cada papel foi negociado a R$ 30, com desconto de apenas 1,6% em relação à cotação no fechamento do pregão do dia.

Segundo gestores ouvidos pelo Experience Club nos últimos dias, a demanda pelos papéis foi bastante alta.

A oferta de ações secundária foi a maior registrada no país em uma década. Em 2010, a própria Petrobras foi ao mercado e captou R$ 120 bilhões.

À época, os recursos tinham como destino a exploração do pré-sal.  

No futuro, o BNDES deve colocar à venda também ações preferenciais da petrolífera. 

Sob o atual governo, o banco de fomento federal já se desfez de algumas posições acionárias relevantes que detinha na Light e na Marfrig. A próxima da fila pode ser a JBS. 

Texto: Luciano Feltrin

Imagem: Divulgação