Porque a liderança feminina e a diversidade transformarão os negócios do seculo 21

Porque a liderança feminina e a diversidade transformarão os negócios do seculo 21

Live Powerful Women debate a responsabilidade das CEOs na mudança cultural das empresas

Publicado em 17 de junho de 2020

No momento em que emerge a discussão sobre a desigualdade de gênero, raça e opção sexual, as mulheres que chegaram ao topo das organizações têm alguns deveres a cumprir. Entre eles, educar as empresas na defesa dos valores da diversidade. Até porque, o poder feminino e a diversidade cultural serão os grandes diferenciais de negócios na sociedade do século 21. Esse foi o tom da Live Powerful Women realizada ontem, com a presença de Alcione Albanese (Amigos do Bem), Paula Paschoal (PayPal Brasil) e Fiamma Zarife (Twitter), que teve como moderadora a participação inédita da conselheira de empresas Anna Chaia. Confira alguns insights deste debate que teve patrocínio da Salesforce:

“Atitude não basta: é preciso estrutura e gestão nos projetos sociais. Temos que aproveitar o sofrimento que estamos passando agora para deixar um legado da transformação” – Alcione Albanese

“Quando entendemos o peso da responsabilidade, conseguimos transmitir o nosso papel como líderes nas organizações. E se você não é favor por princípio, faça pelo dinheiro: empresas que investem em diversidade dão mais resultado” – Paula Paschoal

 

“Nosso maior desafio como líderes é educar, não podemos deixar mais passar certas questões de gênero que ainda existem nas empresas. E temos ainda um trabalho muito grande para fazer ainda na tecnologia: somente 25% da nossa força de trabalho é ocupada por mulheres” – Fiamma Zarife