“Ser relevante é fazer falta”

“Ser relevante é fazer falta”

Em LIVE, três executivos de mercado falam sobre como construir uma marca que responde aos anseios do nosso tempo

Publicado em 3 de julho de 2020

Na tarde desta quinta-feira, 02/07, nosso CEO Ricardo Natale mediou a LIVE “A Construção da Relevância” (assista aqui), organizada pelo Experience Club. Desta vez, estiveram conosco três dos principais executivos do mercado para falar sobre os diferencias decisivos que as marcas devem conquistar em tempos de mudanças: Sergio Valente, Diretor de Comunicação da Globo, Patricia Borges, CMO da L’Oreal, e Stella Brant, CMO da Liv Up. Este episódio contou com o patrocínio de Vivo Empresas e Salesforce 

Confira os principais insights do debate.  

 

Patricia Borges – L’Oréal 

1- “A inovação deve ir além do produto. Deixamos de ser uma empresa pure beauty pra ser uma beauty tech. É uma decisão estratégica”.   

2- “Estamos olhando menos para o MKT share e mais para como alavancar o crescimento do mercado todo”  

3- “Invertemos o processo de inovação. Hoje, ouvimos o que as pessoas estão falando e o que elas precisam para então desenvolver um novo produto”  

4- “Ser relevante é fazer falta. É preciso entender qual é o seu papel na jornada do consumidor e cumprir este papel com maestria” 

Stella Brant – Liv Up 

1- “Reputação de marca se constrói a longo prazo com base neste tripé: empatia, confiança e colaboração”  

2- “Precisamos olhar para relações justas e respeitosas no longo prazo. Só é bom de verdade quando é bom pra todo mundo” 

3- “Há quatro grandes tendências: o viver bem, a digitalização, a personalização e o ‘know your rights’. São elas que devem guiar as estratégias de produto”  

 

Sergio Valente – Globo  

1- “A Globo fez 50 anos. Mas o que ela fez não vai garantir o que ela será. Quem vive de passado é museu”  

2- “Superestimamos as redes sociais como o único canal para a construção de atributo de marca. Ela faz parte do engajamento, mas não entrega tudo”  

3- “A polarização é chata. Será que é legal só falar com quem gosta de você? Tem uma hora que isso se esgota” 

4- “Estamos saindo da experiência do consumo, com o foco no produto, para o consumo da experiência, ou seja, o que o produto traz para você” 

Texto: Luana Dalmolin

Imagens: Experience Club